Menu

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

ONG oferece 800 vagas em cursos de artes e geração de renda em três comunidades do Rio

04 JUL 2018
04 de Julho de 2018

Há oito anos, a ONG Favela Mundo iniciou um trabalho de desenvolvimento da cidadania através da cultura com os moradores de comunidades carentes, levando cursos de artes e de geração de renda a esses locais, sempre com aulas gratuitas e no contraturno. Nesse período, já beneficiou mais de 4.500 moradores do Rio e da Baixada Fluminense. As novas turmas, cujas aulas começam em agosto, estarão com inscrições abertas a partir desta terça-feira, para preenchimento de um total de 800 vagas, distribuídas por Rocinha, Cidade de Deus e Acari. O início seria nesta segunda-feira, mas foi adiado em função do jogo do Brasil contra o México, pelas oitavas de final da Copa do Mundo na Rússia.

Na Rocinha e Cidade de Deus serão de ministradas aulas de ballet, jazz, hip hop, musicalização, teatro e violão, destinadas ao púbico de 2 (ballet baby) a 18 anos. Já em Acari, as oportunidades são para capacitação em técnicas de maquiagem artistica e social, decoração de unhas, tranças e turbantes, voltadas para pessoas a partir dos 15 anos. Antes de chegar a esta comunidade, a iniciativa, que está na quarta edição já capacitou mais de 800 jovens e adultos da Maré, Piedade e Rocinha..

— De acordo com dados do IBGE, Acari é a área da cidade com o mais baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do município. Vamos trabalhar dentro de uma escola com uma faixa de público a partir dos 15 anos, mostrando a importância do estudo na vida deles e ao mesmo tempo dando uma capacitação em cursos que vão proporcionar uma nova possibildade de vida — argumenta Marcelo Andreotti, fundador da ONG.

Os cursos de geração de renda serão ministrados em dois módulos, com aulas entre os meses de agosto e dezembro. Segundo Andreotti,a vantagem da capacitação é que os alunos já saem das aulas preparados para execer atividades geradoras de renda na própria comunidade, podendo desenvolver suas banilidades empreendendo ou trabalhando com Carnaval, teatro, festas infantis e em salões de beleza.

— Em cada aula os alunos aprendem uma técnica diferente e, normalmente, o que aconteu nas últimas edições do gerando renda é que eles já saem capacitados a executar o que aprenderam dentro da própria comunidade, sem precisar esperar a abertura de uma vaga no mercado formal.

As inscrições e as aulas são gratuitas e única exigência é estar matriculado na escola. As vagas não são exclusivas das comunidades onde são oferecidas, podendo ser disputadas também por interessados de localidades. As turmas de artes contarão com um total de 600 vagas — 300 em cada comunidade. As inscrições na Rocinha podem ser feitas das 9 às 16h, na Bibioteca Parque, que fica na Estrada da Gávea, 454. Na Cidade de Deus, o projeto funcionará no Espaço de Desenvolvimento Infantil Senhora Perciliana de Alvarenga, Rua Moisés s/n, onde as inscrições poderão ser feitas, das 10 às 16h.

Em Acari, os interessados nas 200 vagas dos cursos de capacitação para geração de renda deverão se dirigir à Escola Municipal Jornalista Escritor Daniel Piza, na Rua Prefeito Sá Lessa 200, das 10h às 16h. O Arte Gerando Renda será dividido em duas etapas, com 100 vagas cada. A primeira ocorre de agosto a outubro e a segunda entre outubro e dezembro. Para se inscrever numa das vagas oferecidas nas três comunidades basta apresentar xerox da identidade e do CPF. No caso dos menores de idade, a documentação deverá ser o do responsável.

O projeto, criado em 2010, conta com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura, LAMSA e MetrôRio, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS,?e apoio do Instituto Invepar.

Via E.
Voltar


Tenha você também a sua rádio